quinta-feira, abril 12, 2007

Egrégios indígenas (I)

Foi no site de História da Ciência da Universidade de Oklahoma que encontrei este fac-simile do:"Perfeito Contador - Arithmetico Portuguez" que segundo o autor, é uma "obra utilissima para se saberem ajustar todo o genero de contas nas suas especies, explicadas com curiosa novidade, e regras de Geometria resolvidas por numeros, mas só necessarias aos contadores, que as professaõ, mas tambem aos que seguem a Milicia, Pilotos, e Navegantes, e aos que de qualquer modo negoceaõ."
Só por si, o interessante propósito da obra de 1754 mereceria a referência no "Amigos de Peniche", mas o facto do seu autor, José Monteiro de Oliveira, ter nascido em Peniche, faz dele, no mínimo, um amigo penicheiro.

3 contributos:

At 16/4/07 20:44, Anonymous Ralf disse...

Ola jn,

muito obridado pelas asas....
um mestre de contas de Portugal merece ser lembrado com os outros.
Interessante que os franciscanos precisavam de fazer contas !
Conhece mais dados da vida sobre Monteiro ?
Foi mesmo de Peniche ?

Cumprimentos
Ralf

 
At 17/4/07 17:50, Blogger jp disse...

Caro ralf,

Estamos em desigualdade pois eu não consegui traduzir todo o post em http://briefeankonrad.tripod.com/Lebenssinn/index.blog/1676250/joseph-monteiro-de-oliveira-der-adam-riese-portugals/

ainda assim agradeço a oportunidade que me deu para descobrir Adam Ries e Abu Abdallah Muhammad ibn Musa al-Chwarizmi (al Charazmi).

Na altura não me apercebi da "incongruência franciscana" da dedicatória, o que me parece bem apontado.

De Monteiro parece seguro ter nascido em Peniche e é conhecida a sua filiação, mas não constam mais dados sobre a sua vida e obra.
Estes elementos encontram-se no livro "Peniche na História e na Lenda" de Mariano Calado, historiador que me incute especial confiança.
Hoje à noite verei se constam outros elementos que lhe possam interessar.

Cumprimentos
jp

 
At 18/4/07 11:06, Blogger jp disse...

Como me comprometi, fiz o meu TPC e conferi que na obra referida e sobre José Monteiro de Oliveira apenas consta o nome do pai, Sebastião Monteiro, e da mãe, Josefa Nunes, e que o autor era versado em matemáticas e que foi natural de Peniche.
Antes de publicar o post fiz uma pequena pesquisa na Net e não encontrei mais referências sobre o autor.

cumprimentos
jp

 

Enviar um comentário

<< Home