quinta-feira, maio 06, 2010

O último a sair que apague a luz...

Há já algum tempo que recebi informação sobre o alegado encerramento do Laboratório de Análise Clínicas do Hospital S. Pedro Gonçalo Telmo, em Peniche, por razões que se prendem com a diminuição da sua actividade, sobretudo após o encerramento da Cirurgia, conforme aqui foi oportunamente divulgado.
Posso agora acrescentar que não foi recebida qualquer resposta da administração do CHON (Centro Hospitalar do Oeste Norte) à pergunta colocada pelo Presidente da autarquia penicheira sobre este pretenso encerramento.
E por aqui me fico!
Em matéria tão crucial para um futuro condigno nos cuidados de saúde em Peniche, até me sinto mal perante tão presumível diagnóstico.

3 contributos:

At 8/5/10 15:07, Blogger manuel disse...

Comentarios nao os ha'
Para que^?.
Tudo roda sob rodas bem lubrificadas ! .

Salvem o Porto de Pesca , salvem o Hospital - que eu julgava que ja' estava salvo-, Salvem Peniche , Reparem a ETAR e Sereis Salvos .

 
At 8/5/10 18:39, Anonymous Anónimo disse...

Não é compreensível o que está a acontecer ao hospital, excepto se considerarmos que as valências vão sendo encerradas para que se transforme num hospital de fim de linha (para morrer, ou seja, de cuidados paliativos.
Se já tivesse sido construido o hospital nas Caldas (ou lá perto) ainda se podia compreender.
O actual hospital das Caldas não tem capacidade e condições para atender dignamente as pessoas dos concelhos limítrofes.
A minha experiência de atendimento lá é PÉSSIMA.
Também não compreendo como é que Peniche, cidade que se quer virar para o turismo e, consequentemente, tornar-se atractiva para mais gente pode abdicar de infra-estruturas e serviços como os relacionados com a saúde.
Infelizmente, tenho vindo a constatar que as pessoas, na sua generalidade, não reinvidicam nem actuam. Quando já fôr tarde de mais não merecerá a pena!
A.C.

 
At 8/5/10 18:45, Anonymous Anónimo disse...

o Hospital de Peniche, não tarda nada, passará a ser um simples Centro de Saúde.
Os utentes terão de fazer 60 Km (por enquanto) para serem atendidos nas Caldas.
Se as pessoas consideram que o hospital local não oferece condições (com estes encerramentos será cada vez pior), por que é que não se exige a sua melhoria?
Sem pensarmos em turistas, há cada vez mais velhos e os cuidados de saúde são fundamentais.
A.C.

 

Enviar um comentário

<< Home