quarta-feira, junho 15, 2011

Morrendo descalços

Se por cá já se tivessem fabricado ânforas há 2000 anos e conservado peixe em pasta de garum. Se Peniche tivesse tido uma importante indústria conserveira com dezenas de unidades e por onde passaram largos milhares de trabalhadores, sobretudo operárias. Se essa indústria, ainda que com escassas unidades, permanecesse com um dos mais importantes centros conserveiros do país. Se na nossa terra Júdice Fialho tivesse construído alguma fábrica. Se por cá se tivesse fabricado conservas cuja marca ainda hoje fosse uma referência internacional da qualidade do pescado português, como é o caso de Marie Elizabeth.
Então, talvez pudéssemos ter um Museu como o de Portimão!

26 contributos:

At 15/6/11 17:05, Blogger jorge saldanha disse...

Pois! Não temos nada disso, nem sequer espaço. O de Portimão, que tem um espaço enoooorrrmeeee, assim como duas ou três fabricas conserveiras...Aqui não há um espaçozito, nem no forte, nem nos terrenos onde existiu a Peresgel ( penso ). Não admira que em Peniche não se faça grande coisa, ou quando se faz ( salvo raras excepções ) já é fora de tempo ou com grande atrazo.

 
At 15/6/11 20:04, Blogger Manuel Leonardo disse...

Desculpem -me mas nao concordo com o local da eis Peresgel pois as condicoes de maresia nao sao aconselhaveis para museus de especie alguma - nem sei como foi construido um Modelo nessa area pois penso que o Modelo tera tecnicos competentes para valisarem a construcao dos seus supermecados ou diferentes areas que comercializa em sitios mais convenientes para o seu negocio e ha tantas ainda em Peniche !!, entao virado para um Norte agreste para clientes e para a todos os produtos das diversas empresa que por la subalugam espacos -.
Como local a negociar teriamos uma area da infeliz ,Frigorifica que poderia e deveria ser de facto para um museu de qualquer natureza que somente Peniche poderia ter para mostrar
Somente mais uma ideia ...!!! Venham mais positivas , Peniche precisa de tudo do bom .
Manuel Joaquim Leonardo
Peniche Vancouver Canada

 
At 15/6/11 20:10, Anonymous Anónimo disse...

é engraçado que até estarem os comunas na CM Peniche, nunca ninguém se lembrou que faltava tudo a Peniche! é do caraças, Senhores Ouvintes!
Miguel Tiago

 
At 15/6/11 22:04, Anonymous Anónimo disse...

Ui! E se tivessemos as receitas próprias e o Orçamento da Câmara de Portimão podíamos ter isso e muito mais...
http://confessionarioportimao.blogspot.com/2010/12/o-orcamento-2011-do-municipio-de.html

 
At 15/6/11 23:13, Anonymous Anónimo disse...

..um texto cheio de humor...uma escrita a que já nos habituou...
maria

 
At 16/6/11 09:54, Anonymous Anónimo disse...

Concordo perfeitamente JP!!!
Aliás esta mesma sina terá o Museu da Construção Naval, cujo acervo doado peloa estaleiros da gamboa jazem algures num armazém alugado na vila de Atouguia à espera que apodreçam de vez. Quanto ao dinheiro que se gastaria no museu, não seria concerteza um esbanjamento a que estamos ultimamente habituados, seria antes um investimento, mas como o povo tem vistas curtas, a começar pelo Miguel Tiago, que haverá mais a dizer!!
A.S.

 
At 16/6/11 12:43, Anonymous Anónimo disse...

mai nada!
Por exemplo, desvie-se o dinheiro das Escolas Primárias para fazer Museus de Latas de Sardinhas!
Os putos que se lixem, visto que o que é preciso é ter vistas largas!
E já agora, parem as obras no Fosso da Muralha e construam nesse local um Museo do Esterco!
Miguel Tiago

 
At 16/6/11 15:20, Blogger jkimilas disse...

deve ser do verão à porta: a coisa está a aquecer!
num concelho civilizado, moderno e vivo todas as propostas aqui sugeridas teriam razão de ser.
mas, na vossa terra, o que parece mais interessar é que a droga tenha livre acesso e alto consumo. dizem os "entendidos" que assim a malta não pensa, não reclama, não tem ideias/ímpetos revolucionários. dizem...

 
At 16/6/11 15:48, Blogger jp disse...

Caro Miguel Tiago,
O tom extremamente defensivo para com o actual executivo autárquico que coloca nos seus contributos, em nada se coaduna com a intenção do post, que mais não pretende que apontar o dedo a todos os penicheiros para que ambicionem mais para a sua cidade.
Concordo que há importantes obras em curso, e muitas outras em projecto, mas deixe-nos a possibilidade de ambicionar mais, sem que isso seja continuamente interpretado como uma crítica à actual equipa camarária em particular, algo que é continuamente por si sugerido e por muitos outros seguido, sem que de algum modo corresponda ao espírito que preside à elaboração deste género de artigos.
Há vida local para além da política!

 
At 16/6/11 17:03, Anonymous Anónimo disse...

Estimado JP,
claro que há vida local além da politica.
São as chamadas "forças vivas" do Concelho, que no caso de Peniche, tem muitos e bons exemplos no movimento Associativo popular, cultural, social, religioso e desportivo, realizando um trabalho que infelizmente não recebe o devido reconhecimento pelas outras forças do Concelho, a que eu chamaria de "forças mortas".
São aquelas que foram deixando "morrer" Peniche: não participando, não facilitando e não contribuindo com rigorasamente nada que não sirva os interesses próprios.
Curiosamente são essas as que, em vez de se "chegarem á frente" (veja o exemplo da Convenção "Sou de Peniche"), apenas criticam e se lembram (de maneira nada inocente) de ocorrências ou de apresentar ideias que, quando tiveram a "faca e o queijo na mão", estranhamente nuncam apareceram.
Longe de mim defender apenas por defender o actual executivo Camarário de maneira gratuita, visto que também apresentam falhas no seu trabalho, uma das quais é precisamente o facto de não confrontarem de maneira mais activa essas chamadas "forças mortas", desmascarando os interesses que se ocultam por detrás de algumas tomadas de posição aparentemente inocentes.
Não é de maneira nenhuma o seu caso, embora algumas vezes, como por exemplo, no caso da história do Filtro de Peniche de Cima, em condições deploráveis, o uso da máquina fotográfica parece que estranhamente parou depois de se sacarem as fotos pertinentes.
Tinha ficado bem, rodar a camâra um pouco e fazer uma foto á renovada Escola Primária, mas eu entendo que talvez fosse a bateria que se acabou...
Cumps,
Miguel Tiago.

 
At 16/6/11 17:20, Blogger Manuel Leonardo disse...

Ui! E se tivessemos as receitas proprias e o orcamento da Camara de Portimao podiamos ter isso e muito mais ...
Viram por ai' o orcamento da Camara de Peniche publicado ? .
Parece que a Camara de Peniche nem orcamento tem!!!*****
Pobrezinhos de espirito !!! Tudo sao criticas .
Manuel Joaquim Leonardo
Peniche Vancouver Canada
Salvem o porto de pescas ludicas turisticas de Peniche . Reparem a ETAR . Livrem-nos das areias contaminadas do Fosso do Baluarte .Deem um coval digno para descancar ao nosso Hospital no cemiterio de Alcobaca . Salvem o Baleal . Salvem Peniche e Sereis Salvos

 
At 16/6/11 17:22, Blogger jorge saldanha disse...

JP, um esclarecimento oportuno, mas desnecessário. Todos nós, que passamos por este sítio, já estamos habituados aos comentários do Sr. Miguel Tiago.

 
At 16/6/11 19:34, Blogger Carlos Alberto Tiago ( FUA ) disse...

Não era suposto "meter a colher" mas todas e quaisquer sugestões acho que são benéficas para todos nós (Penicheiros). Preocupa-me é o fato de muitas vezes(talvez demasiadas)nem sequer haver ideias.Esta é isso mesmo....uma ideia e como tal há os que concordam e os que discordam.Eu assino o que escrevo.

 
At 16/6/11 19:44, Anonymous Anónimo disse...

Sr. Saldanha,
rogo-lhe que, por favor, não se habitue, discuta!
Discutindo é que se avança, mas quem se habitua, estagna!
cumps,
Miguel Tiago

 
At 16/6/11 19:54, Blogger jp disse...

Prezado Miguel Tiago,
Quem diria que existe tanta sintonia nas nossas posições.
Há porém uma ressalva que não posso deixar de fazer ao seu raciocínio.
Quem se candidata a autarca deve possuir particulares aptidões e conhecimentos para desenvolver e implementar projectos que visem a melhoria da vida das populações locais.
E aí, qualquer que seja o estado de "vitalidade" dos eleitos, há que cobrar essa ousadia esperando e exigindo no domínio da causa pública uma maior eficácia que a que é exigida ao cidadão comum.
A qualquer um de nós, nas nossas profissões, são-nos esperados e exigidos conhecimentos específicos, os quais deveremos saber patentear quando são requeridos.
O mesmo se deve exigir a quem avança em eleições locais.
E longe de mim alegar que os actuais autarcas não cumprem estes requisitos, o que quero concluir é que, como cidadãos, parece que nos assiste muito mais o direito de exigir aos autarcas eleitos um redobrado trabalho em prol do concelho, que o inverso.
É dessa acrescida e justificada exigência que pretendo fazer eco neste blogue.
E muito me entristece que continuamente a tentem tingir.
Grato pelos seus contributos onde reconheço, por trás duma ponderada e consciente provocação, uma tentativa de desarmar ou contrabalançar a crítica fácil e oca que tanto por aí abunda...

 
At 16/6/11 20:30, Anonymous Anónimo disse...

JP,
na "mouche"!
Acrescento apenas, que escrevo o que escrevo, porque acredito pessoalmente numa "democracia" mais participativa e interventiva (modelo que infelizmente não é muito popular em Portugal), em que se prega com o exemplo e não com a "intenção".

Cumps,
Miguel Tiago

 
At 16/6/11 21:02, Anonymous Anónimo disse...

Com amor e carinho para o senhor Leonardo que é um emigrante rico mas que, ainda assim, parece ser pobrezinho de espírito, que deveria saber que qualquer Câmara tem que ter orçamento aprovado nesta altura do ano, caso contrário já teríamos tido eleiçoes intercalares. Depois de aprovado o Orçamento é enviado ao Tribunal de Contas e tem de ser divulgado a todos os cidadãos.

http://www.cm-peniche.pt/CustomPages/ShowPage.aspx?pageid=9e43a618-e495-4dba-8bb4-bc7e8c7f67fc&m=b490

 
At 16/6/11 21:56, Anonymous Anónimo disse...

A minha terra o que tem de bela foi o que nasceu com ela.

Independentemente de quem teve á frente da autarquia durante estes últimos 37 anos, ninguém fez nada para que coisas come esta tivessem sido feitas e que Peniche bem merece.

Caro JP não adianta responderes a pessoas que ninguém sabe quem são.....alguém sabe quem é o miguel tiago? São pessoas como esta a mando do regime comunista em Peniche( muito possivelmente até fazem parte do regime)que tentam descredibilizar qualquer proposta séria para bem da terra, porque pura e simplesmente não são ideias deles, como tal não têm valor.

Gostava que esta pessoa tivesse a coragem de se identificar, mas como isso não lhe é possível, pois o regime não permite, só há duas hipóteses, ignora-lo ou deixar de publicar os comentários deste e do bento gonçalves, pois fazem parte da mesma estirpe.....

Eu não tenho algum problema em identificar-me , mas vou esperar que estas pessoas se identifiquem primeiro.

Um abraço amigo e continua na tua onda da nossa praia de Penixecima

 
At 17/6/11 09:05, Blogger jorge saldanha disse...

Sr. Miguel Tiago,
O meu comentário não é de habituação e muito menos de estagnação. Foi feito apenas, porque normalmente os seus comentários não são construtivos e pelos vistos não gosta que outros tenham ideias ou opiniões diferentes das suas. Gosto de pensar, bem ou mal mas são ideias minhas, sem ser imposto por ideais politicos. No meu entender, a minha terra não tem a ver com diretrizes politicas tem a ver com desenvolvimento independentemente de quem tenha o poder autarquico. Já agora, e não muito a propósito, vi no parque de estacionamento dos BVP, os porticos que limitam a entrada dos caravanistas. Passaram para a Papôa, grande parte deles. Pelos vistos os pórticos não são solução. Passaremos a ter descargas de detritos na Papôa? Continuo a pensar que o controlo, com coimas, seria mais eficaz. ( pelo menos enquanto não se poder oferecer condições de parqueamento às caravanas ).
Cumps.

 
At 17/6/11 12:54, Anonymous Anónimo disse...

Ao Miguel Tiago
Reconheço-lhe grandes conhecimentos no tocante à governação desta terra, como evidencia nos seus comentários, isto porque participa neles. De fotografia, também já vi que percebe. A máquina que tirou a foto ao Filtro, também poderia ter tirado à escola ali ao lado sim senhor e com uma grande objectiva era capaz de alcançar a biblioteca, ou será que essa também não é para aparecer na foto?? Nesta terra só serão reconhecidos e admitidos elogios à governação, tudo o mais será para "democráticamente" botar abaixo. A Convenção "Sou de Peniche" é um grande forum de debate de ideias, sim senhor, mas já agora, quantas das ideias ali debatidas ao longo das 5 edições, deixaram o papel e passaram para o terreno???
Quando julgamos que tudo vai bem, só conseguimos olhar para o nosso umbigo, é porque já cegámos de vez mas não sabemos.
A faca e o queijo já está na vossa mão há algum tempo, deixem de se desculpar com o passado e olhem para alem do umbigo, é isso que se pede a quem governa, que sirva e não se sirva.

 
At 17/6/11 12:56, Blogger Manuel Leonardo disse...

Os meus pombinhos correio estao de Quarentena , nao podem sair do pombal . preciso da vossa ajuda para levar a mesa da convencao " "Sou de Peniche" esta carta ,ler por favor fielamigodepeniche.blogspot.com
Convidem um dos vossos pombinhos para a irem levar .Os meus agradecimentos

 
At 17/6/11 14:38, Blogger jp disse...

Saúdo a colocação dos projectados pórticos que há muito se impunham na zona do Parque de Estacionamento principal da cidade, no seguimento do que tanto por aqui se pugnou.
Faltará, como diz, e bem, Jorge Saldanha, considerar os efeitos secundários desta medida, nomeadamente no previsível assédio à linha costeira da Papôa, já hoje tão procurada.
Ali parece-me que o problema deverá ser ultrapassado com regulamentação devidamente afixada e controlada, que impeça o uso da faixa entre as vias existentes e a falésia e deixando aos autocaravanistas todo o espaço interior a essas vias.
Tal poderia até ser colmatado com alguma adequação desse espaço ao uso em vista, bem como com alguma vigilância policial adicional para garantir uma maior segurança no local.
Julgo que com estas condições não poderá ser apontado a Peniche qualquer tipo de ostracismo ao movimento “autocaravanista”, garantindo-se em simultâneo o usufruto da nossa maravilhosa linha de costa por todos quantos nos visitam, qualquer que seja o meio de transporte (ou de alojamento).
Quanto aos eventuais abusos de autocaravanistas no descartar de detritos, é uma questão de educação, não pode e não compete à autarquia corrigi-la.
Esclarecida e regulamentada a nossa postura quanto ao desejado turismo em autocaravana, teremos de ser todos nós a declarar bem alto que os prevaricadores na questão dos detritos são uns abjectos badalhocos.
Eu repito: UNS ABJECTOS BADALHOCOS!

 
At 17/6/11 15:43, Blogger Anita disse...

Independentemente da designação, parece-me melhor um Museu das Pescas, Conservas e Construção Naval!
Agora, o problema, será provávelmente a disponibilidade financeira.
A nossa terra, na minha opinião, não soube aproveitar "o tempo das vacas gordas".
Um abraço
Hnerique Bertino

 
At 18/6/11 14:51, Anonymous Anónimo disse...

Não me digam que não sabem quem é o Manuel Tiago...é fácil. Basta pensar que está bastante informado. Em relação ao Museu, o ideal seria a construção de um Museu Municipal em que tudo seria lá colocado, desde estaleiros navais até à indústria conserveira.

 
At 18/6/11 14:56, Anonymous Anónimo disse...

O dia já vai longo mas importa informar o seguinte:
1º As autocaravanas são, na maioria dos casos, viaturas ligeiras e devem cumprir todas as regras impostas à viaturas ligeiras, incluindo as que dizem respeito ao estacionamento.
2º Por Lei é proibido acampar fora dos locais destinados para o efeito nas áreas junto à orla costeira e fluvial (150 metros), nas zonas urbanas, junto a monumentos nacionais, etc..
3º Entende-se acampar, por utilizar material destinado à prática de campismo por um período superior a doze horas. Nos casos das autocaravanas, pela existência de mais do que quatro pontos de contacto (pneus)com o solo e/ou a utilização no exterior de toldos, cadeiras, mesas, estendais, etc..
Isto é o a Lei expressa.

Finalmente, pessoalmente, entendo que um concelho que quer aproveitar o turismo de uma forma sustentada, deve saber acolher e estar preparado para receber com infra-estruturas adequadas.
Por tudo o que podem trazer de positivo, os autocaravanistas devem ser bem recebidos e encontrar em diversos locais (para além dos tradicionais parques de campismo) locais infra-estruturados para permanecer.
Na maioria dos paises europeus existem inúmeros excemplos positivos nesses sentido. Mas, se não quizermos ir muito longe, basta ver exemplos em Óbidos ou Batalha.
Respeitarmo-nos uns aos outros será a melhor forma de convivermos sem recurso a regulamentos e normas dificilmente fiscalizáveis.
Um abraço
Francisco Salvador

 
At 20/6/11 22:47, Anonymous Anónimo disse...

As autocaravanas vão para os parques de estacionamento do Baleal, que lá ninguém as chateia. Vão ficar por lá alapadas dias a fio e se o estacionamento já mal dá para os veraneantes, a partir de agora pior será. Mas que dão uma linda paisagem, isso dão!

 

Enviar um comentário

<< Home