sexta-feira, julho 22, 2011

A (verdadeira) história da Quinta do Gato Cinzento, na primeira pessoa.

Logo em 2007, neste post, tentei indagar a história da Quinta do Gato Cinzento, tentando descortinar entre a verdade e um sem número de histórias que por aí se contam.
Voltei ao tema no ano passado, motivado pelo confrangedor estado em que se encontra a propriedade.
Recebi ontem, em comentário ao primeiro destes posts, uma mensagem supostamente da proprietária original da Quinta, escrita num português claramente obtido num tradutor online. Como é evidente, não pude confirmar a identidade da autora, mas acredito que um embuste não traria consigo tantos, e tão típicos, erros de tradução.
Por isso decidi publicar a mensagem na íntegra:
"Sou (até o momento) o original e uninco Dona da Quinta (Casa) do Gato Cinzento. Estou escrevendo isso porque eu estou chocado e profundamente perturbado pelo postagens erradas e desagradáveis eu li na internet sobre a casa e propriedade. Tem muito nobre de uma história para mim permitir que isto continue em situação irregular. O seguinte é o relato verdadeiro.
Em 1967, durante uma visita eu e meu marido se apaixonou por Portugal, especialmente o litoral. Nós compramos a propriedade que foi uma concessão real, a partir de uma senhora idosa, em Peniche. Não me lembro o nome antigo da propriedade.
Nós contratamos um arquiteto que era naquele tempo a chef de restaurar os monumentos históricos de Portugal. Queríamos uma casa de estilo do século 18 que parecem ter aumentado ao longo dos séculos bluffs atrás. Nós contratamos uma empresa de Construção Lisboa que tinha muitos edifícios importantes a seu crédito.
A aventura começou. Foi terrenos em bruto e para mim foi um presente de Deus, meu arquiteto concordou. A primeira construção foi um dormitório para abrigar os chefes de cada comércio. A nosso pedido eles contrataram todos os operários a partir de nossa área. A casa foi concluída em 1969.
Foi tudo Português; cada prego, azulejo, vidro e linhos. Nós contratamos as pessoas boas na nossa área para manter a fazenda e da casa. Uma família Português que tinha um casal na aldeia vizinha facilitado cada aspecto de nossa vida lá. Nós nos tornamos amigos. A partir deles e amados amigos em Lisboa, eu aprendi muito do que fez 10 anos mais felizes da minha vida. Meu marido e eu valorizava tanto nosso tempo no rancho, que ele continuou a comprar pequenos pedaços de terra ao redor.
Nós originalmente chamado a propriedade "Casa do Gato Cinzento" e em cerca de 1970, o gerente da fazenda pediu que nós mudamos o nome para Quinta do Gato Cinzento. Gato Cinzento era o meu apelido carinhoso para o meu marido que faleceu em 2005. Tivemos alguns pequenos animais e cavalos na propriedade e so um gato.
Vivíamos em estilo de vida Português. E você pode estar certo que manteve um caminho entre São Bernardino e Consalacoa. Não festas selvagem, nao drogas. Nós não somos pessoas de Hollywood, embora eu parecia Loretta Young. As pessoas que estavam entretidos famílias Português, amigos dos EUA e de nossas famílias. Houve uma pergunta sobre a parede Cupola e pintura do teto. Os artistas (que assinou o seu trabalho) Alvero e Felipe também fez a restauração do Palácio de Versalhes. A menina enfrenta Oeste representou uma neta que eu esperava e, finalmente, tinha.
Em 1979, doou a Quinta de Loyola University em Chicago usou-o como um retiro para os padres e VIPs da Universidade. Depois de cinco anos, eles venderam a um Português que retornaram do Canadá. A câmara não lhe permitiu urbanizadas-lo. Então, ele por sua vez, vendeu para outro Português que permitiu a minha casa para ser amado vandalizados e deteriorar-se.
Foi realizada uma jóia que 10 anos de carinho e em troca, nos recompensou com uma riqueza de vida Português. Era sempre o bem, o mal se escondia lá.
Tenho as saudades"

8 contributos:

At 22/7/11 11:23, Blogger Imperator disse...

A quinta pertenceu originariamente à actriz Loreta Young.

no final de 2007 tive a oportunidade de ir a Lisboa ver esta exposição http://farm3.static.flickr.com/2312/2048526530_207e50ad6a_b.jpg

embora a Quinta serviço de fundo ao projecto permitiu ficar com uma ideia mais clara do espaço.

pelo que sei, presentemente os donos da casa são dos dois um:

um dos sócios do Sportagua que é originário do Cadaval

ou um qualquer banco

 
At 23/7/11 01:41, Anonymous Anónimo disse...

Numa Área de Projecto de 12º ano, cujo tema estava relacionado com as potencialidades turísticas de Peniche, um grupo de alunos, há dois anos, fez uma investigação sobre a propriedade e sua história (inclusive falaram com um senhor que tomará conta da propriedade) e a história é algo diferente.
ana c.

 
At 1/12/11 18:47, Blogger Julio Amorim disse...

Essa mensagem só pode ter sido enviada por um impostor que retirou algumas passagens aqui e ali....
O Álvaro e o Filipe trabalharam em Versailles? E a casa não pertencia Loretta Young?
Tem piada, pois trabalhei nessas pinturas com o Álvaro e o Filipe durante 1972 e, tive o prazer de encontrar Miss Young algumas vezes.

Julio Amorim
Göteborg

 
At 18/10/13 23:55, Anonymous Anónimo disse...

Alguém por favor conta a maravilhosa historia deste palacio perdido e abandonado????

 
At 4/11/13 22:02, Anonymous Anónimo disse...

http://www.custojusto.pt/Leiria/Predios/Quinta+do+Gato+Cinzento+Sao+Bernardino+Peniche-8672896.htm


Ao interessados em saber a história.

Comprem-na.

 
At 10/8/14 10:05, Anonymous Anónimo disse...

alguém me diz a morada da casa do gato cinzento???

 
At 8/3/15 16:35, Anonymous goreti peça disse...

Boa tarde. Alguém me sabe dizer se alugam charretes nesta quinta?
Obrigada

 
At 1/4/15 01:05, Anonymous Anónimo disse...

39.314325,-9.346931

 

Enviar um comentário

<< Home