quarta-feira, abril 04, 2007

Largo 5 de Outubro

Ainda sobre a temática do fracasso pedonal de Peniche, recebemos da Concelhia local da JS informação referente às intervenções do Deputado Municipal, Tiago Gonçalves, na Assembleia Municipal.
Pudemos assim constatar que logo em Setembro e Dezembro de 2006, o actual executivo camarário foi confrontado com o lamentável aspecto do Largo 5 de Outubro, no que se refere à sua intenção pedonal.
Não queremos deixar de saudar todas as participações que se inserem na defesa das situações que consideramos prementes para o sucesso de Peniche como cidade.
Da informação recebida não consta resposta, projecto ou compromisso da Câmara Municipal sobre a reposição do uso pedonal daquela zona.

4 contributos:

At 4/4/07 15:45, Anonymous Anónimo disse...

Os penichenses que me desulpem mas esta cidade continua demasiado provinciana. É preciso alargar horizontes, captar investimento e não deixar passar oportunidades.
Será que a aposta está só nos 3 meses de turistas? Então e as pessoas que vivem cá todo o ano não têm direito a mais do que aquilo que se lhes está a ser oferecido?

 
At 5/4/07 10:54, Blogger DarkAngel disse...

é uma vergonha que se tenha gasto tanto dinheiro na valorização daquela zona e que se continue a permitir a circulação de carros que tanto prejudicam o trabalho efectuado.

 
At 5/4/07 10:55, Blogger jp disse...

Fui posteriormente informado que a intervenção de Dezembro colheu a seguinte resposta por parte do Câmara Municipal:
"O ordenamento do trânsito no Largo 5 de Outubro não é consensual por parte dos comerciantes da zona. O assunto irá ser trabalhado em sede de revisão do regulamento e após a instalação do Conselho Municipal de Segurança. Até lá foram tomadas algumas orientações com a PSP."

Fraca é a voz dos munícipes penichenses, quando numa das suas mais remotas pretensões se deixa abafar por meia dúzia de comerciantes...

 
At 10/4/07 20:13, Anonymous Mnel disse...

Já morei em Cartagena das Indias, uma das mais belas cidades coloniais do caribe.
Lembro-me da renhida oposição dos comerciantes quando se decidiu fechar o centro da vila velha à circulação automóvel. 2 anos depois, a popularidade do centro subiu em flecha e com ela os visitantes mais que 4drplicaram.
Tanta gritaria para nada...

 

Enviar um comentário

<< Home