segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Turismo PFU

Foi nesta vasta entrevista à CMP, com extensa informação sobre a Política de Ambiente de Peniche e dos esforços tendentes à sua concretização, que deparei com a seguinte postura:

"... o odor proveniente das fábricas (indústrias) é o principal problema (ambiental de Peniche), no entanto, este não é de forma alguma prejudicial para a saúde pública. Este problema constitui apenas um incómodo...."

Ora sendo Peniche um concelho de assumida vocação turística, esta afirmação, nesse contexto, ganha uma outra dimensão.

Já se podem, por exemplo, contactar os inúmeros turistas que abandonaram Peniche, indignados e incomodados com os cheiros desgradáveis, dizendo-lhes: -Voltem seus ignorantes! A vossa saúde em nada foi afectada.
Já podemos contar com a multidão de turistas que habitualmente rumam a Souselas ou à zona do Outão para férias e que agora, demonstrada a inocuidade do pivete penicheiro, decerto escolherão a nossa cidade.
E o que dizer da alternativa ao Produto Turístico SPA, hoje tão banalizado.
Peniche poderá apresentar uma nova vertente de turismo saudável, um género de Aromaterapia ao ar livre, com certificada ausência de contra-indicações para a saúde pública, e que passará a constituir um novo e arrojado conceito, o Turismo PFU.

3 contributos:

At 25/2/08 17:19, Anonymous Anónimo disse...

Caro JP.

Talvez pretendesse dizer (escrever)cheiros desagradáveis e não desgradáveis.
Abraço

 
At 25/2/08 19:46, Blogger jp disse...

É claro que sim!
Que desagradável lapso.
Obrigado.

 
At 26/2/08 12:46, Blogger Burton disse...

JP,

Brilhante meu caro !! Mais uma vez...

 

Enviar um comentário

<< Home