quarta-feira, junho 18, 2008

No rescaldo do Triatlo

Assisti ao final do XXV Triatlo da Cidade de Peniche.
Atrevo-me a afirmar que o colorido desta competição casa bem com as cores penicheiras, como superiormente atestam estas fotos de ZM n'O Arrumário, as únicas que incluem a Vanessa.
Na complexa e trabalhosa organização dum evento desta envergadura admito que possam existir falhas.
Para quem assistiu, era de facto aflitivo que depois de uma prova com aquele desgaste, muitos atletas ao acercarem-se da meta não sabiam se deveriam ou não fazer mais voltas ao percurso, não havendo ninguém que os esclarecesse. Os populares presentes ainda complicavam mais a situação, com uma algaraviada de indicações cruzadas para o recinto.
Esta situação resulta em parte da repetição de passagem, pelo percurso final, de atletas em fases distintas da prova.
Será que Peniche não tem dimensão para que se trace um percurso linear, sem repetições, que elimine toda a confusão criada por esta situação e, que ainda assim, garanta uma participativa moldura humana?
Nem que tal obrigue, uma vez por ano, a cortar o trânsito em muitas mais ruas....

3 contributos:

At 19/6/08 12:16, Anonymous Anónimo disse...

Positivo:- A prova ser realizada à
tarde, penso que se deve manter
para haver mais público a assistir.
-Haver as duas provas, uma mais curta e a com distâncias "normais".
-O numero de atletas participantes.

Negativo : - O percurso da corrida a pé (mesmo dentro da cidade havia
outras alternativas que dessem menos confusão. Para mim deve manter-se este precurso dentro da cidade.O triatlo é uma prova que deve ser apreciada pelo público).
- Não houve cartazes, flyers, bandeiras a divulgar a 25ª edição
do triatlo de Peniche( uma data de referência para o evento mais antigo de Portugal)penso que a maioria da população não sabia da realização do evento.
-Muito negativo foi o speaker que
estava junto à meta ter referenciado a participação do presidente Ant.J.Correia, aí umas
20 vezes. Parecia que o presidente era a figura nº1 dos participantes
no triatlo... Com papas e bolos se
enganam os tolos ...

 
At 19/6/08 13:30, Anonymous Anónimo disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
At 19/6/08 15:44, Blogger jp disse...

Caro anónimo do post anterior (13:30):

O tema do "não desenvolvimento de Peniche" merece a nossa atenção e gostaríamos da sua colaboração/contribuição com pistas e sugestões para o futuro.

"Bando de subservientes dispostos à bajulação" ainda é tolerável. Não se trata de endemia penicheira. Existem em todos os meandros políticos conhecidos e admito que também possam existir por cá.

Mas a apelidação de "bando de energúmenos" já me parece atingir o domínio do insulto pessoal, o qual, desde a primeira hora, declarei interdito neste blogue.

Costumo ser coerente nos meus propósitos. E, apanhando as suas palavras, espero que este blogue seja um espelho disso mesmo.

Assim sendo, gostaria de lhe dar a possibilidade de, nas próximas horas, republicar o comentário noutro tom, sem o que não terei alternativa senão eliminá-lo.

Seria a primeira vez, em mais de dois anos de blogue, que me veria obrigado a recorrer a este expediente, o que atesta bem da maturidade da minha excelsa "freguesia".

Certo da sua compreensão.

jp

 

Enviar um comentário

<< Home