quarta-feira, março 11, 2009

O Segredo



Também no que respeita a rumores e boatos, Peniche tem dimensão mundial.
No Surf já o sabíamos!

4 contributos:

At 11/3/09 10:45, Anonymous Bernardo Ribeiro Costa disse...

Assim se confirme, tratar-se-ía de um passo importantíssimo para a afirmação da 'Capital da Onda' ou, se preferirem, de Peniche - enquanto palco internacional da modalidade.

No entanto, não é ainda absolutamente seguro que a 'Fórmula 1' do Surf esteja conquistada. E assim sendo há que pressionar - o mais possível! - nesse sentido.

Segundo a FPS - em http://www.surfingportugal.com/index.php?opcao=35&id=1124 -, "a grande novidade é o encerramento do CNSO num local ainda em segredo no centro de Portugal Continental com ondas espectaculares mas que, curiosamente, nunca recebeu nenhuma prova da maior competição nacional de surf. O contrato foi assinado por dois anos com opção de um terceiro. Açores e “algures no Oeste” acrescem à categoria Grau 6, o sufixo Prime (e 500 pontos extra para vencedor), pela excelência das ondas onde se disputa a prova."

Se assim for, este "algures no Oeste", que "nunca recebeu nenhuma prova da maior competição nacional de surf", não será certamente Peniche...

Vamo-nos manter alerta e confiantes de que imperará o bom senso entre a empresa organizadora e os dirigentes da FPS. Quanto à autarquia, é importante que pressione - e muito - as referidas entidades.

Cumprimentos!

 
At 11/3/09 15:03, Anonymous Anónimo disse...

Julgo que não será só uma questão de pressão, mas muito mais uma questão de euros.

 
At 11/3/09 16:17, Anonymous Bernardo Ribeiro Costa disse...

Naturalmente tem que haver algum investimento da parte da autarquia, assim como da própria administração central, se pensarmos por exemplo na importante conquista do CAR-Surf Peniche.

A este respeito, vejam-se os exemplos de investimento que têm sido realizados por Santa Cruz (praia situada entre duas freguesias de Torres Vedras) e Ericeira (uma vila que é também mera freguesia do concelho de Mafra). Se Peniche, cidade 'Capital da Onda' não puder/quiser efectuar este investimento outros o farão certamente.

Contudo, o "grosso da coluna" do investimento num certame desta natureza é obviamente privado, da exclusiva responsabilidade dos patrocinadores do evento.

Sobre este assunto, atente-se na expressiva política de investimento no surf dessa gigante das comunicações móveis nacionais chamada TMN:

TMN apoia o surf

http://www.ansurfistas.com/xms/files/Patrocinadores/TMN_apoia_o_Surf.pdf

A estratégia de patrocínios desportivos da TMN focaliza-se em dois objectivos
essenciais: por um lado, incentivar e promover o desporto a nível nacional e, por outro
lado, reforçar e projectar os valores defendidos pela marca.
Contando com a preferência de mais de 6,5 milhões de portugueses, a TMN está
consciente da sua relevância e do seu papel como operador móvel no
desenvolvimento da sociedade e dos hábitos dos portugueses. Nesse sentido, e
dentro das várias modalidades, apoia acções que se desenvolvem em todo o país, ao
longo do ano, incentivando também o desenvolvimento da modalidade.
Mas o investimento em acções de patrocínio contribui ainda para potenciar e reforçar,
junto dos diversos públicos, uma imagem forte e distintiva da marca TMN, enquanto
empresa dinâmica fortemente envolvida no desenvolvimento da sociedade. No caso
da associação ao surf, este envolvimento reflecte, além disso, o entusiasmo, a
energia, o respeito pela natureza e a liberdade que caracterizam a identidade da TMN.
A estas várias componentes alia-se ainda a disponibilização, por parte da TMN, de um
importante conjunto de produtos e serviços associados a um dos desportos que mais
proximidade proporciona com a natureza, a liberdade, a força, a energia, que, através
da cor e da luz, o azul TMN também transmite.
O apoio da TMN a um desporto como o surf acaba, deste modo, por se transformar
num projecto de grande envergadura. Na sua estratégia de patrocínio ao surf, a TMN
decidiu marcar presença através do apoio a entidades e eventos diferentes, cada um
encerrando um objectivo específico, desde a Associação Nacional de Surfistas, aos
principais campeonatos, passando pelos principais surfistas portugueses, com
destaque para a referência do surf em Portugal, Tiago "Saca" Pires, pelos
principiantes e, ainda, por um vasto conjunto de novos conteúdos, serviços e
passatempos.
O apoio à ANS – Associação Nacional de Surfistas, tem como propósito "legitimar"
a presença da TMN no surf. Considerámos fundamental o patrocínio à entidade que
representa e defende os interesses dos 400 melhores surfistas nacionais em
competição.
Nos campeonatos de surf, motiva-nos a associação da TMN ao target jovem e a
possibilidade de chegar a milhares de jovens num ambiente descontraído como é o da
praia. Esta realidade permite-nos, ainda, promover os produtos e serviços dirigidos
aos jovens, como é o caso do Music Box, do Waiting Rings ou dos conteúdos
associados ao surf, revelando a esta comunidade a utilidade e o papel das
telecomunicações móveis ao serviço do surf.
Ao apoiar o TMN Surf team, equipa composta por 10 dos melhores surfistas
nacionais, dos quais Tiago "Saca" Pires é o expoente máximo, a TMN, na qualidade
de empresa portuguesa, está a promover atletas portugueses, transformando este seu
apoio num desígnio nacional e contribuindo, não só para o desenvolvimento da
modalidade em Portugal, mas também para a criação de altos representantes da
modalidade no estrangeiro.
Por último, com o patrocínio a escolas de surf e com a organização do TMN Saca
Tour (surf camps que juntam veteranos do surf e jovens principiantes), a TMN
contribui para o desenvolvimento da modalidade em Portugal e para que os jovens
possam aprender lado a lado com os "craques" do surf, criando uma experiência
inesquecível e irrepetível que, seguramente, já está associada à marca TMN.

 
At 11/3/09 17:05, Anonymous Anónimo disse...

Já agora, alguem pode informar, o porquê da prova de Kayak Surf em Peniche, ter deixado de fazer parte do Circuito Nacional?

 

Enviar um comentário

<< Home