quinta-feira, outubro 01, 2009

Um futuro amigo de Peniche (Questão Nº4)

No acesso automóvel à ilha do Baleal o que vai mudar?

Candidato pela CDU (António José Correia):
Muito já mudou. Relativamente ao que se verificava em anos anteriores, o trânsito na Ilha do Baleal melhorou substancialmente. Durante este mandato, reduziu‐se o fluxo automóvel na ilha do Baleal, em consequência das medidas que foram tomadas. Incluem‐se nestas medidas, a alteração do sentido de tráfego, o reforço da sinalética e colocação de lombas transversais dissuasoras de velocidade. No Verão, e em horários de maior fluxo pedonal, foi restringido o trânsito na Rua Raul Brandão. Estas medidas contaram com o envolvimento da Junta de Freguesia de Ferrel e da participação de moradores. Para além da manutenção e do reforço destas medidas, ao longo do próximo mandato deverão ser definidas propostas que valorizem e reforcem ainda mais o usufruto daquele espaço, reduzindo ao mínimo possível a circulação automóvel.

Candidato pelo PS (Carlos Amaral):
A perspectiva desta candidatura relativamente a esta matéria é a de que, o acesso à ilha do Baleal deverá ser condicionado em função do congestionamento que, a cada momento, se verificar e com um único sentido da circulação do trânsito. Quanto ao estacionamento na ilha entendemos que deverá ser tarifado, com condições especiais para os proprietários das habitações e pescadores registados na actividade. Por outro lado há que proibir a circulação e estacionamento de autocarros e auto-caravanas na ilha. Contudo reservamos uma posição mais objectiva, em função da perspectiva que, sobre este assunto, tiver a Junta de Freguesia de Ferrel, numa clara lógica de audição dos órgãos que estão mais próximos das populações.

Candidato pelo PSD (Luís Ganhão):
O trânsito na Ilha do Baleal é um problema antigo, e de difícil resolução, que só terminará no dia em que forem criadas condições para que todos os utilizadores daquela localidade (moradores efectivos, moradores sazonais, pescadores, comerciantes, serviços, etc.) possam ter livre acesso às suas habitações e locais de trabalho sem incomodidade para terceiros e em segurança.
Não haverá certamente uma solução única, mas sim um conjunto de soluções e expedientes que passarão pela criação de zonas de estacionamento seguras e práticas, por transportes colectivos sazonais, pela sensibilização de todos os interessados, por medidas coercivas, etc.
A aprovação do Plano de Urbanização do Baleal e do Plano de Pormenor da frente de Praia certamente que trará algumas soluções que ajudarão a resolver muitos dos problemas actualmente ainda existentes.

15 contributos:

At 1/10/09 20:40, Anonymous Anónimo disse...

"pescadores registados na actividade"...quer dizer que vendam o seu peixe na lota e paguem os seus impostos? Ui...nem se meta nisso, Sr. Carlos Amaral...

 
At 1/10/09 21:48, Anonymous Anónimo disse...

Transportes colectivos sazonais????, tipo só no verão??? Interessante!!! Realmente como ninguem teve essa ideia, de pôr autocarros cheio de pessoas. Fantástico!!!
Ainda por cima com medidas coercivas??? Esmiuçem lá isso???
Moradores sazonais?? Este português é fantástico!!, aliás os animais e os seus donos também são sazonais eheheh.
Medidas não existem, mais uma vez é chutar para canto!!!

 
At 1/10/09 22:30, Anonymous Anónimo disse...

Como sempre querem agradar a todos para terem o seu tacho, quando é que aparecem politcos com co lhoes, que estes nada vai mudar, sim uma coisa vamos ficar mais velhos com cabelos brancos.

 
At 1/10/09 22:47, Anonymous pb disse...

De facto, falam, falam mas não dizem grande coisa.
A questão da sazonalidade compreende-se pois a Ilha do Baleal só tem um problema de trânsito em Julho e Agosto.
Transporte colectivo sazonal? Será uma solução como a do Portinho da Arrábida, em que as pessoas são obrigadas a deixar o carro longe e depois têm um minibus que as leva até às casas? Se assim for, não me parece nada má ideia.
E as medidas coercivas não me assustam nada. Assusta-me muito mais ver ruas bloqueadas por carros estacionados em locais assinalados como proibidos. Assusta-me saber que por ali nunca passará um camião dos bombeiros se num dia de praia houver um incêndio. E também me assusta ver a polícia escondida dentro dos carros a fingir (literalmente) que não vê as atrocidades e atropelos à lei e ao civismo que acontecem nas suas barbas.
Em qualquer lado o Baleal seria cuidado e potencializado pela autarquia, rentabilizado e apresentado como bandeira turística da zona. Em Peniche há décadas que se esconde a cabeça na areia à espera que o Verão acabe depressa.

 
At 2/10/09 00:34, Anonymous Anónimo disse...

O que se tem visto é que nenhum dos candidatos tem respostas concretas a perguntas concretas...é o depois ve-se, depois estuda-se...DEPOIS NAO FAZEM NADA !!!

 
At 2/10/09 01:28, Anonymous Anónimo disse...

Se a ilha do Baleal é uma ilha, porque insistem em contrariar a Natureza?
Ai que saudades de Fátima Pata - a única presidente da câmara com tomates para afrontar o lobby balealeiro.
E já agora, para quando uma ponte para a Berlenga?

 
At 2/10/09 12:37, Blogger jp disse...

Por lá é assim:

http://www.ot-montsaintmichel.com/horaires_gb.htm

e não obstante há todo este alojamento, restauração, comércio e porventura moradores sazonais e pescadores registados:

http://www.ot-montsaintmichel.com/commerces_gb.htm
http://www.ot-montsaintmichel.com/restaurants_gb.htm
http://www.ot-montsaintmichel.com/hotels_gb.htm

e como se não bastasse "Em 2006 o governo francês anunciou um projeto para tornar novamente o monte uma ilha com a construção de barragens, devendo ser completado em 2012."

A dificuldade está em impor as regras.
É fazível perante um grupo de milhares de exigentes comerciantes normandos, mas eu queria vê-los ao pé da meia-dúzia de ululantes ferrelejos e outros tantos altivos e empertigados moradores de verão?

 
At 2/10/09 13:11, Anonymous Anónimo disse...

Estão a esquecer o problema do transito à noite causado pelos frequentadores dum estabelecimento de noma Bardilha que ainda estou para saber como foi possível lagalizar.
O. Santos

 
At 2/10/09 14:46, Anonymous Anónimo disse...

3 respostas que nada dizem. Falta de ideias ou cobardia?
"mais vale pedir perdão que pedir permissão": se estão à espera de soluções em que todos estejam de acordo, o baleal será um lugar civilizado lá para 2145.
Façam! Sem medo.

 
At 3/10/09 01:35, Anonymous Anónimo disse...

A SOLUÇÃO CONTINUA A SER A MESMA:

BALEAL SEM CARROS. NENHUNS.
SEMPRE.

Tudo o resto é frouxa panaceia.

Manuel Teixeira
(O tal amigo do Baleal de longa data)

 
At 4/10/09 10:14, Anonymous Anónimo disse...

Sem carros??? E como é que se tira de lá o contrabando? às costas???
O transito dá jeito a muita gente...

 
At 5/10/09 16:27, Anonymous Anónimo disse...

Começo por dizer que gosto sempre destas frases sobre quem tem a sorte de ter casa no Baleal "outros tantos altivos e empertigados moradores de verão?". A tipica inveja portuguesa a funcionar.

Sobre o problema do Baleal, registo que nenhum dos candidatos dá uma resposta objectiva sobre o assunto. Como morador da ilha (sazonal ou não ninguém tem nada a ver com isso) registo que o pouco que foi feito nos ultimos anos não consegue resolver um problema que só funciona com a proibição de entrada de veiculos na Ilha, durante determinads horas (8.00 às 21h). E nas restantes horas o acesso seria permitido mas o estacionamento só seria aceite para quem for morador, pescador, cafés, etc com distico identificativo passado pela CMP.

Como ponto importante para funcionar temos de ter uma policia activa que em vez de passear de carro pela Ilha ao Domingo, efectivamente multe quem não cumpre com as regras de trânsito em vigor. Por mais de uma vez perguntei a GNR's pq não multavam quem estava mal estacionado e a resposta tipica é "não vale a pena".

Miguel
Morador no Baleal desde que nasci

 
At 5/10/09 18:42, Blogger Carlos B. disse...

Por mim defendo Baleal apenas com carros de moradores e lojistas. Copiem o acesso do Bairro Alto em Lisboa e apliquem no Baleal.Não é possível continuar aquele caos crescente em fins de semana grandes e todos os Verões. Não se consegue circular a pé nessas alturas,pois os carros estacionados e a circular são tantos que é extremamente perigoso tentar desfrutar daquele pequeno paraíso. Não é solução o que foi feito durante 4 anos. È péssimo que se tape o sol com uma peneira...e outro assunto é o facto de em 4 anos se terem feito obras recorde de reconstrução de casas - alguém pensou /projectou o impacto urbanístico / ambiental?.Cegos que estão com os impostos tomados não se lembram do que aí vem em termos de futuro. Aliás, quanto a construção Peniche pertence aos construtores civis, vejam o péssimo exemplo da freguesia de Ferrel- qualquer canto serve para moradias. Olhem para S. Bernardino e não copiem...aquilo é o Cacém do Oeste...é horrível.

JP - forte abraço penicheiro / ferrelejo!

 
At 5/10/09 19:24, Anonymous Anónimo disse...

Acho bem que no Baleal só entrem automóveis de moradores...se não for permitido estacionar na rua. Ou estacionam sempre na garagem, para não causarem impacto, ou ficam na "banda de cá" como todos os outros...

 
At 28/9/13 01:24, Anonymous Anónimo disse...


 

Enviar um comentário

<< Home