terça-feira, março 02, 2010

Lá se vai a serenidade de Março...

A pergunta do DN desporto é objectiva:
Qual o impacte financeiro que teve, em 2009, o Rip Curl Pro em Peniche?
A resposta é sucinta: investimento de 1, 6 milhões de euros e, como receita, o contributo para contrariar a sazonalidade do turismo em Peniche.
Não tenho formação financeira que me permita opinar com base nos dados agora revelados, mas numa cidade que ambiciona ser a Capital da Onda a nível europeu, sentir-me-ia mais confortável se fosse dedicada igual precisão a ambas as colunas do Balanço.
O Baloiço
Jean Honoré Fragonard

20 contributos:

At 2/3/10 22:46, Anonymous Anónimo disse...

É UM FIASCO.

QUANDO ELE TIVER QUE PAGAR AS PROMESSAS QUE FEZ, NÃO HAVERÁ VELAS QUE CHEGUEM.

Até parece que ele é o único e principal responsável pela prova. Há que dar o mérito á Rip Curl e ao José Farinha, esses sim os grande obreiros da prova se realizar em Portugal e Peniche.

 
At 3/3/10 09:41, Blogger jp disse...

Não me parece que a prova, e a respectiva dimensão mediática, tenham sido um fiasco, muito pelo contrário.
E decerto que o empenho da CMP, entre outros, também foi relevante para esse resultado.
Onde hesito, é se todo este esforço financeiro da autarquia tem o devido retorno, não propriamente para a autarquia, mas para Peniche?

 
At 3/3/10 10:29, Anonymous pb disse...

"É UM FIASCO"

Ahahahahah! A política e as guerras de egos "o mérito é deste e não daquele" toldam o raciocínio a muito boa gente...

 
At 3/3/10 10:42, Anonymous Anónimo disse...

Caro JP
Claro que a prova não foi um fiasco.
Muito antes pelo contrário, lançou (e bem) o nome de Peniche e de Portugal por todo o mundo. Isso tem um valor incalculável.
No entanto, importa aproveitar ao máximo esse "elan" já conseguido.
Torna-se imprescindível sentir o "peso" da prova e avaliar quais poderão ser os beneficios directos a curto, médio e longo prazos.
Para isso foi sugerido em sede própria (Câmara e Assembleia Municipal)que fosse criado um "Observatório Social" que permitisse nas próximas edições ir aferindo os impactos de uma prova desta dimensão sobre o tecido empresarial local com vista a "afinar" estratégias.
Infelizmente foram sugestões sem eco por parte do executivo o que nos deixa preocupados.
Se não houver a vontade de saber onde, e como, melhor actuar com vista ao bem público local corremos o risco de a prova de nada nos servir e Peniche passar apenas a "emprestar" (sem retorno) as suas praias, ondas e esforço financeiro autarquico.
Um abraço
Francisco Salvador

 
At 3/3/10 11:57, Blogger jkimilas disse...

se a notícia não viesse do F.Salvador, eu não acreditava que o executivo dessa câmara tivesse recusado constituir mais uma comissão.
preocupante... deveras preocupante!

 
At 3/3/10 12:11, Blogger Pedro disse...

O Deve e Haver imediato nao faz sentido em eventos desta indole. O que interessa é saber qual o retorno que a longo prazo esta prova trará para a zona de Peniche

 
At 3/3/10 12:51, Anonymous Anónimo disse...

Aprova não foi um fiasco!

O Sr. TV é que só fala dela para proveito da imagem pessoal.

Retorno - Para a restauração dentro de Peniche foi um fracasso... não haja dúvidas.

Tudo o que possa trazer gente a Peniche é bem vindo, agora virem os turistas até á praia dos Super Tubos e depois apanharem a IP6 para regressar a casa, sem sequer irem a Peniche, é que não.

Não fizeram o que quer que fosse para levar os visitantes a irem dentro da cidade.

Se isto em parte não foi um fiasco....

 
At 3/3/10 13:17, Anonymous Anónimo disse...

Fiasco?

Foi um fiasco total.
Criaram grandes expectativas no comércio local mas o balanço foi claramente negativo. Só foi bom para os hoteis onde o staff e os participantes estiveram hospedados.

Zé Povinho

 
At 3/3/10 18:33, Anonymous Anónimo disse...

Eu fui um daqueles que estiveram presentes na reunião dos comerciantes aderentes ao Natal Penicheiro. Nesse dia o Sr. Presidente fez um discurso á sua maneira e feitio, como de costume tudo empolou,deu a conhecer aos participantes que a prova vinha para Peniche. Então durante a promoção da sua imagem , diz ele: Preparem-se para os dias da prova, façam alargamento dos horários dos vossos estabelecimentos, isto vai ser uma loucura.
Loucura!! Só se foi para ele, estava todos os dias, a toda a hora atrás da pessoa que estava a ser entrevistada para as TV'S, parecia o amigo do Pinto da Costa( aquele a que chamam de empl....

Como dizia o outro ; com Deus me fico, comDeus valho...........

P.S.dento de Peniche, perguntem aos proprietários dos restaurantes, ou a qualquer comerciante de outro ramo, quais as vantagens que tiveram.

 
At 3/3/10 18:41, Anonymous Anónimo disse...

Para o comércio o campeonato foi uma miséria total. Investimos porque fizeram passar a ideia que ia ser uma boa oportunidade de negócio mas tudo não passou de uma grande mentira. Mais uma para juntar ao rol...

 
At 3/3/10 22:07, Blogger El Comandante disse...

Por acaso, mas mesmo só por acaso, nada mais do que isso, falei com alguns funcionários de restaurantes sobre o aumento de trabalho nessa altura.O que me foi respondido por alguns deles, e, até achei graça ás respostas, foi que não tinham ido de férias por causa do SURF, MAS AFINAL TAVA TUDO CADA VEZ MAIS NA MESMA. Clientes!! Só ao fim de semana como era normal.

Não quero dizer que a intenção de quem tentou prever uma enchente para Peniche, não fosse o que os responsáveis pensariam ser possível, mas meus amigos, quando nada se faz para que os turista venham cá dentro , o que é que querem??
Quando o Presidente diz que após o mundial de Surf, o turismo regista um aumento de 2% ou 3 % de turistas australianos em Peniche, o que é que isso significa? se houver nesta época 100 turistaS , vieram mais 2 ou 3, o que é que isso trás a mais para o desenvolvimento turistico de Peniche? Nada.. absolutamente nada.

Agora para ele é bonito falar nessa percentagem, porque quem não conhece o sistema, pensa que representa muito.

Por hoje fico por aqui, prefiro ver as fotos do Fua.

 
At 4/3/10 17:49, Anonymous Gastro Henrique disse...

95% dos restaurantes de Peniche serem internacionalmente conhecidos como "armadilhas para turistas" não tem nada a ver com o caso, pois não?

 
At 5/3/10 12:32, Anonymous Anónimo disse...

Para o comércio, para a restauração e também para o comércio do ramo, dentro dos portões foi um fracasso.
Mas pergunto, quantas etapas do campeonato do mundo de qualquer modalidade se realizam em portugal?
Peniche foi referenciado nacional e internacinalmente milhares de vezes. É certo que que se criaram expectativas muito altas,mas vieram milhares de pessoas a Peniche só que não gastaram dinheiro. Esta prova tem 10 Etapas :
2 etapas na Austrália
1 etapa no Brasil
1 etapa na Africa do Sul
1 etapa no Tahiti
1 etapa nos Estados Unidos
1 etapa em França
1 etapa em Portugal - Peniche
1 etapa Somwere - (2010 Caraíbas)
1 etapa no Hawaii
Será que é difícil reconhecer que temos uma das dez melhores localizações do MUNDO para fazer uma prova desta grandeza. Temos que estar orgulhosos por este acontecimento ser realizado na nossa terra. E deve agradecer-se muito ao José Farinha ter conseguido trazer a prova para Peniche e também ao ToZé Correia pelo seu empenho e organização pela parte que coube à CMP. Tenho a dizer que nunca votei TOZÈ nem nunca irei votar, mas temos que olhar para a realidade e reconhecer que dos candidatos a presidente da CMP é a pessoa com as vistas mais largas no que respeita ao surf.

 
At 5/3/10 18:25, Anonymous RL disse...

Vários foram os comentários ao facto dos restaurantes estarem vazios. Concordo. Porém há que ter o seguinte em consideração: o único restaurante cá no burgo que tem qualidade de serviço, comida e preço triplicou (senão mais) nesses dias as sua clientela. Falo como é óbvio da Tasca do Joel.
O resto dos restaurantes em Peniche são uma autentica miséria, principalmente da avenida do Mar. Para além da fraca qualidade de comida, o atendimento, a simpatia, a decoração, o know how de servir à mesa é inexistente!!
Pior ainda: são raros os que falam Inglês!!!
Como é que esses senhores querem ter mais cliente? Só enganam uma vez...

Sinceramente: se tu és dono dum restaurante em Peniche vai tirar um curso em restauração e depois vai até à Madeira fazer um estágio para ver como é que se faz

 
At 8/3/10 23:54, Anonymous Anónimo disse...

O evento em Peniche deu uma projecção a nível mundial...o retorno dessa visibildade nunca será quantificada, porque hão de vir estrangeiros a Peniche daqui a uns longos anos.

Em relação ao aproveitamento deste tipo de eventos pelas casas comerciais, são estas que terão de arranjar formas de os "puxar" para os seus estabelecimentos, através de promoção, qualidade do serviço, diferenciação, etc.

Sou residente em Cascais e quem me dera que o presidente desta Camara tivesse a visão do vosso presidente.

Tive no evento durante uma semana e não vi nenhun restaurante que oferecesse transferes evento-loja e vice versa... é apenas uma ideia entre outras que fazia se tivesse uma loja em Peniche.

Cumpts,
PE

 
At 9/3/10 11:23, Anonymous pb disse...

Disse-me este fim-de-semana o proprietário de um negócio ligado ao surf: "Nunca esperei resultados imediatos - nos dias do Campeonato - mas tinha a certeza que eles surgiriam mais tarde com a projecção que Peniche teve. Tenho neste momento mais de 30 clientes estrangeiros marcados para Março e mais ainda para Abril. Há um ano ou dois seria impensável ter esta quantidade de clientes nesta época do ano".

 
At 9/3/10 20:18, Anonymous Anónimo disse...

O RL está coberto de razão.

 
At 11/3/10 19:38, Anonymous Otelo Saraiva disse...

peniche encerra em si a saida para a crise economica...pode aproveitar e vender estes melões roas-alaranjados...tanta dôr de corno!

 
At 12/3/10 08:29, Anonymous Anónimo disse...

As posta do Otelo...só para muito inteligentes... Se estás em Peniche, és muito mal aproveitado... Deverias estar no governo de ...Cuba (por exemplo).
Tens que escrever para os BURROS, para ver se a gente te percebe...

 
At 15/3/10 20:54, Blogger El Comandante disse...

Ao Sr, anónimo de Cascais, eu digo... podem levar este presidente para lá, de certeza absoluta que com a visão dele poria Cascais no mapa, aliás, foi o que ele fez em Peniche, até ele ir para o poleiro Peniche não era visitado por ninguém , no Inverno era deserto e em pleno verão todos circuláva-mos á vontade em Peniche.
Fazer eventos em pleno verão, será isso visão?
Na Costa da Caparica o festival da caldeirada é feito em Janeiro, em Peniche é feito quando?
Até os sabores do mar que funcionavam muito bem no modelo anterior ele mudou.
Quanto aos transferes, já está tudo planeado para a próxima etapa mundial, os proprietários dos restaurante vão fazer isso e , além desse serviço ainda vão oferecer as refeições para ver se os turistas do surf vêm dentro de Peniche.

Dentro de Peniche não havia nada, mas mesmo nada que fizesse alusão ao surf.

O surf é um desporto de tesos, onde 90% só fazem lixo.

Entre o surf e nada , é melhor o surf, mas não é nada do que se apregoa aos sete ventos.

 

Enviar um comentário

<< Home